Não consigo guardar dinheiro!

Por: Larissa Siriani

Oláá meninas! Que saudade! Passei um tempo fora pra poder cuidar da faculdade, e agora vou voltando lentamente! E hoje, pra anunciar a minha volta lenta 😛 vim falar daquele assunto que eu tanto adoro falar: dinheiro.

Todo mundo tem dificuldade em juntar dinheiro. Todas nós temos um fraco – seja ele livros, bolsas, sapatos ou maquiagem – que simplesmente nos impedem de juntar dinheiro – basta ter que PUF, some e se transforma em outra coisa, não é mesmo? Mas todas nós também temos consciência de que, às vezes, queremos algo mais caro que não temos grana pra pagar. E é por isso (entre outras razões) que é sempre muito bom ter um pé de meia!

Então vim ajudar vocês que têm aquele probleminha básico de não conseguir juntar dinheiro! Com um ou dois novos hábitos vocês vão ver que é muito simples juntar uns trocados pra quando precisar!

1) Seja determinada

É o passo mais importante, ok? Então, se você decidiu que vai juntar dinheiro, não volte atrás: faça isso. Não existe essa de mês sim, mês não, a menos que você esteja no aperto e precise usar o dinheiro pra alguma questão urgente. Se não é o seu caso, força de vontade que você consegue! Nada vai pra frente se a gente não se determina a ir até o fim!

2) Abra uma poupança

Se você já tem conta no banco, eu super indico abrir também uma poupança. Por quê? É um lugar seguro pra você guardar as suas economias, não tem nenhum gasto com controle de conta e o dinheiro rende (um mínimo, mas rende) todo ano. E, claro, top importante: ESQUEÇA o cartão desta conta. Esconda-o num lugar onde você nunca vai se lembrar que guardou.

3) Tenha um cofrinho

Pode parecer engraçado, mas um cofrinho foi a melhor coisa que eu já comprei na vida! Mas tem que saber escolher; nada de cofrinhos que você consiga abrir com facilidade, nem mesmo aqueles com cadeado. Compre daqueles de cerâmica que você precise quebrar pra tirar o dinheiro, senão a tentação de assaltá-lo fica muito grande e os assaltos se tornam muito freqüentes.

Outra dica é não jogar moedas de qualquer valor no cofrinho. Procure juntar apenas moedas de valor alto, como de 25, 50 e 1 real. E notas, quando puder. Estipule um prazo para abrir o cofrinho – digamos, dali a seis meses – e se comprometa a colocar pelo menos uma moeda todo santo dia. No final, quando o abrir, vai perceber o quanto de dinheiro juntou só com essas moedinhas!

4) Estipule um valor mensal

Este valor deve ser baseado em quanto você ganha e quanto você gasta. Então vamos fazer uma matemática simples:

Digamos que seu salário seja de 400 reais por mês, e você gaste 80 reais pagando a conta do telefone e mais 50 reais de condução, e isso seja tudo que você tenha que pagar todo mês. Ainda te sobram 270 reais pra gastar. E se, todo mês, você tirar dessa quantia 20 reais pra colocar no seu cofrinho (ou na sua poupança)?

Tirando meros 20 reais, você ainda tem 250 reais pra gastar no mês – o que é bastante coisa se você souber levar e não tiver obrigações para com o dinheiro – e, ao final de um ano, terá juntado 240 reais. Pense em quanta coisa dá pra fazer com isso.

5) Saiba onde gastar

O legal de ter um dinheiro guardado é poder se dar ao luxo de comprar algo que você queira com um dinheiro que você juntou. Mas fique ligada pra não gastar esse dinheirinho sofrido em algo que você não faça tanta questão assim! Afinal, vai que tem algo que você queira mais e não sobrou dinheiro? 😉

Curtiram?

Beijocas e segue a gente @Diadebrilho